Avaliação da infiltração em revestimentos com superfícies permeáveis

Gustavo B. Lima da Silva, Thales M. Moura, Sergio Koide, Néstor Aldo

Resumen

As prácticas modernas de gerenciamento de águas pluviais em meio urbano recomendam o uso de soluções voltadas para controle do escoamento superficial na fronte. Dentro as opções disponíveis, pode-se destacar a aplicação de revestimentos permeáveis, que atuam no sentido de promover a infiltração de parte da agua precipitada sobre sua superfície. Neste trabalho são apresentados os resultados de um estudo numérico-experimental, onde foi investigada a influência de aspectos construtivos, como declividade longitudinal e compactação do substrato, na infiltração de dois tipos de revestimentos permeáveis compostos por blocos de concreto: (i) revestimento con blocos maciços e (ii) revestimento con blocos vazados. Para cada tipo de revestimento foram instaladas parcelas de 1 m2, variando-se o valor da inclinação e o estado de compactação do substrato. Por meio da aplicação de chuvas artificiais sobre as parcelas, foi possível caracterizar a evolução temporal da taxa de infiltração nos revestimentos. Os resultados obtidos mostraram a ocurrencia de taxas de infiltraçao expressivas na superficie construída con blocos vazados, mesmo para a situação en que o substrato foi compactado e para valores elevados de declividades. Um estudo numérico complementar permitiu introducir discussões preliminares a respeito da relação entre os aspectos construtivos considerados, a evolução da umidade nas camadas subjacentes aos revestimentos e o padrão de infiltração resultante. Por meio deste estudo, possíveis explicações para alguns resultados observados na fase experimental do trabalho foram sugeridas.

Texto completo:

PDF

Referencias

Acioli, L.A., Silveira, A.L.L. e Goldenfum, J.A., (2005). Monitoramento hidrológico de um pavimento permeável para o controle do escoamento superficial na fonte. VI Encontro Nacional de Aguas Urbanas, Belo Horizonte, Brasil.

Araújo, P.R., (1999). Análise experimental da eficiência dos pavimentos permeáveis na reducçao do escoamento superficial. Dissertacao de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Pesquisas Hidráulicas, Porto Alegre.

Bertoni, J.C. (2004). Inundaciones urbanas en Argentina. Córdoba: Universitas, 254 pp.

Brattebo, B.O. e Booth, D.B., (2003). Long-term stormwater quantity and quality performance of permeable pavement system. Water Research, 37, 4369–4376. https://doi.org/10.1016/S0043-1354(03)00410-X

Campana, N.A. e Eid, N.J., (2003). Avaliacao do desempenho de coberturas permeáveis no controle do escoamento superficial em áreas urbanas. XV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, Curitiba, Brasil.

Campos, R.F., (1998). Eficiência de diferentes algoritmos em elementos finitos para fluxo em meio saturado/nao-saturado. Dissertacao de Mestrado, Universidade de Brasília, Brasília.

Chocat, B., Ashley, R., Marsalek, J., Matos, M.R., Rauch, W. e Schilling, W., (2004). Urban Drainage - out-of-sight, out-of-mind? En Internacional Conference on Sustainable Techniques and Strategies in Urban Water Management, Lyon, Proceedings Novatech, pp. 1659-1690.

Cruz, M.A.S, Araújo, P.R. e Souza, V.C., (1999). Estruturas de controle do escoamento urbano na microdrenagem. En XIII Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, Belo Horizonte, Brasil.

Davies, J.W., Pratt, C.J. e Scott, M.A., (2002). Laboratory study of permeable pavement systems to support hydraulic modeling. Proceedings of the Ninth International Conference on Urban Drainage, Portland, Oregon, EUA. https://doi.org/10.1061/40644(2002)34

Elmaloglou, S., (1980). Effets des stratifications sur les transferts de matieres dans les sols. Tese de Doutorado, Institut National Polytechnique De Grenoble, Canadá.

Ferreira, P.A., (2005). Quantificacao e análise do uso da água em práticas de agricultura irrigada na bacia do Descoberto - DF. Dissertacao de Mestrado, Universidade de Brasília, Brasília.

Genz, F., (1994). Parâmetros para previsao e controle de cheias urbanas. Dissertacao de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Pesquisas Hidráulicas, Porto Alegre, Brasil.

Hunt, B., Stevens, S. e Mayes, D., (2002). Permeable pavement use and research at two sites in Eastern North Carolina. Proceedings of the Ninth International Conference on Urban Drainage, Portland, Oregon, EUA. https://doi.org/10.1061/40644(2002)39

Koide, S. (1990). Hillslope Subsurface Flow Study by Finite Element Method. Tese de Doutorado. University of London, London, Inglaterra, 306pp.

Montebeller, C.A., Carvalho, D.F., Sobrinho, T.A., Nunes, A.C.S. e Rubio, E., (2001). Avaliacao hidráulica de um simulador de chuvas pendular. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 5(1), 1–5. https://doi.org/10.1590/S1415-43662001000100001

Moura, T.A.M., (2005). Estudo experimental de superfícies permeáveis para o controle do escoamento em ambientes urbanos. Dissertacao de Mestrado, Universidade de Brasília, Brasília, Brasil.

Neuman, S.P., (1973). Saturated-unsaturated seepage by finite element. J. Hydraul. Div. Am. Soc. Civ. Eng., 99, 2233–2250.

Pagotto, C., Legret, M. e Le Cloirec, P., (2000). Comparison of the hydraulic behaviour and quality of highway runoff water according to the type of pavement. Water Research, 34(18), 4446–4454. https://doi.org/10.1016/S0043-1354(00)00221-9

Schlüter, W. e Jefferies, C., (2002). Modelling the outflow from a porous pavement. Urban Water, 4, 245–253. https://doi.org/10.1016/S1462-0758(01)00065-6

Silva, G.B.L., (2006). Estudo experimental sobre a eficência de superfícies permeáveis com vistas ao controle do escoamento superficial em áreas urbanas. Tese de Doutorado, Universidade de Brasília, Brasília, Brasil.

UDFCD, (2002). Urban Drainage And Flood Control District, Drainage Criteria Manual V.3. Stormwater Quality Management, Denver, EUA.

Urbonas, B. e Stahre, P., (1993). Stormwater: best management practicies and detetion for water quality, drainage and CSO management. Englewood Cliffs, Prentice Hall.

Abstract Views

893
Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM




Esta revista se publica bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Universitat Politècnica de València

Fundación para el Fomento de la Ingeniería del Agua

e-ISSN: 1886-4996  ISSN: 1134-2196

https://doi.org/10.4995/ia